Numa praia, um velhinho chega para uma loiraça de tanguinha e pede descaradamente:
– Posso pegar nos seus seios?
– Sai pra lá, velho pervertido! – responde a moça.
– Quero pegar nos seus seios. Eu pago cinqüenta Reais!
– Cinqüenta Reais?! – indignada, a moça completa – Você acha que eu sou o quê?!
– Me deixe apalpar seus seios e eu lhe dou cem Reais!
– Sai pra lá, velho! – desconversa a moça.
– E se eu der quinhentos Reais? – propõe o velhinho.
A moça pensa um momento e responde:
– Não. Eu disse não!
– Eu lhe dou mil Reais!
A moça pensa consigo: “Ele é velho, parece inofensivo… vou aceitar esses mil Reais!”, e responde:
– Tudo bem… Mas só por 30 segundos.
O velhinho se aproxima, pega os fartos seios com as duas mãos em concha e, apalpando-os exclama:
– Oh, meu Deus… Oh, meu Deus… Oh, meu Deus…
A moça, intrigada, pergunta:
– Por que é que você não pára de dizer “Oh, meu Deus”?
E o velhinho, sempre amassando os seios, responde:
– Oh, meu Deus… Onde é que eu vou arrumar mil Reais?