Manhã de Natal. O menino acorda e vai direto ver os presentes da Árvore de Natal. Um a um, vai lendo os nomes constantes nos pacotes:
– Esse é para o meu irmão, para minha irmã, para minha avó, para a mamãe, para o papai, para a tia Dorinha, para o tio Gilberto, para a Nancy. Ué… não tem presente para mim! – corre para o quarto da mãe – Mamãe, mamãe, acorde! O Papai Noel não trouxe presente para mim!
Sonolenta, a mãe responde:
– É que, com um tumor no cérebro, ninguém imaginava que você fosse durar até o Natal!