O ratinho casa-se com a elefoa e, em plena Lua de Mel, quando começa delicadamente a sua tão sonhada tarefa de desvirginá-la, eis que uma abelha dá uma ferroada na orelha do paquiderme.
– Uaaaaaaauuu! – grita a elefoa.
– Desculpe, meu amor – intervém o ratinho todo orgulhoso. – Não tinha a intenção de ser brusco… mas é que você me deixa maluco!