Pouco afeito às etiquetas do mundo civilizado, o canibal recém integrado à sociedade, vai pedir a mão da namorada em casamento.
– Doutor Juvenal – começa, inseguro. – Eu vim pedir a mão de sua filha…
– Muito bem… Trouxe as alianças?
– Alianças? Não! Trouxe o facão!