O coelhinho tropeça numa cobra e logo justifica:
– Desculpe! É que eu não te vi… sou cego!
– Não tem problema! – ameniza a cobra. – Eu também não te vi… também sou cega. Que tipo de animal é você?
– Não sei! Quer me apalpar pra ver se você descobre?
– Quero! Hummm… você é macio… fofinho… tem orelhas longas… focinho pequeno… já sei! Você deve ser um coelhinho!
– Que legal! E você, que bicho você é?
– Também não sei! Por que você não tenta descobrir?
– Legal! Hummm… Você é grosso… frio… duro… escorregadio… Acho que você é um advogado!