Numa estrebaria da aldeia, o tratador de animais comunicava ao colega, que acabara de chegar:
– Veio cá um homem para comprar um burro.
– E o que lhe disseste?
– Que tu não estavas; para voltar mais tarde.