O velhinho aposentado procura o oculista da previdência, que diz:
— Leia o que está escrito naquele cartaz!
— Mas, doutor… Não tô vendo nem o cartaz…
— Realmente, não tem nenhum cartaz ali. A sua vista está ótima, não precisa de óculos!