Uma loira foi em um bar e pediu uma cerveja “longnec”, mas ela não tinha a mínima idéia de como se abria aquilo. (Se fosse pra abrir outra coisa ela sabia, né?)
– Garçom, por favor, cara! Como é que abre isso, cara?
– É só torcer! – respondeu ele.
Então a loira colocou a cerveja em cima do balcão, se concentrou e começou a gritar:
– Eô, eô, a cerveja é o terror! Eô, eô, a cerveja é o terror!