A freira estava andando pela rua quando de repente uma loira lhe ofereceu carona. Muito agradecida, ela aceitou e entrou no carro. Uma reluzente Ferrari vermelha com estofado de couro.
– Que belo carro a senhora tem! – comentou a irmã – Deve ter trabalhado ardentemente para tê-lo comprado, não é mesmo?
– Não foi bem assim não, Irmã! – respondeu a loira – Na verdade eu ganhei de um empresário que dormiu comigo por um tempo!
A freira fica um pouco chocada, mas não diz nada. Então ela olha para o banco traseiro e vê um belo casaco de vison:
– O seu casaco de peles é muito bonito! Deve ter custado uma fortuna, hein?
– Na verdade não me custou muito… Ganhei por causa de algumas noites que eu passei com um jogador de futebol…
Então a freira não falou mais nada durante toda a viagem.
Chegando no convento ela foi para os seus aposentos tomar um revigorante banho quando de repente alguém bate na porta.
– Quem é? – grita ela do banheiro.
– Sou eu! O padre afonso!
Ela sai do banho, veste o seu roupão, vai até a porta e diz:
– Quer saber de uma coisa? Vai te catar! Você e suas balinhas de menta!