O doido atendeu o telefone e ouviu:
– Alô, é do hospício?
– Não, aqui nem tem telefone.