A dona-de-casa já não agüenta a empregada: é preguiçosa, falta muito, o trabalho deixa muito a desejar. Ela a chama para dizer que está despedida, e paga a rescisão. A empregada, ao sair de nariz empinado, joga uma nota de dez para o cachorro. A dona-de-casa se irrita:
– Que atrevimento! Por que jogar esse dinheiro para o cachorro?
– Ele bem que mereceu. Já fazem três semanas que é ele que lava a louça.