De uma prostituta para um policial, ao ser levada para a delegacia:
– Sabe, seu guarda, eu não vendo sexo…
– Ah, não ? – replica o guarda, com um sorriso sarcástico. – E o que é que você vende, então ?
– Eu vendo preservativos e ofereço demonstrações gratuitas, só isso!