A loura no confessionário:
– Padre, na semana passada eu cometi um pecado muito grave. Assim que saí da casa do meu noivo, encontrei um ex-colega de faculdade e depois de algum tempo conversando, acabamos na cama… Sabe, seu padre, eu sou tão volátil…
– Volúvel, minha filha.
– No dia seguinte, assim que saí da casa do meu noivo, encontrei um outro amigo, com quem havia trabalhado há alguns anos e depois de algum tempo conversando, acabamos na cama… É que eu sou tão volátil…
– Volúvel, minha filha, volúvel.
– E ontem, seu padre, eu ia saindo da casa do meu noivo, aí um cara bembonitão me ofereceu carona, eu topei e depois de algum tempo conversando, ele acabou me levando para um motel. Eu sou tão vo… como é mesmo a palavra, seu padre?
– Puta, minha filha, puta!