Uma mulher muito charmosa e atraente que está em um bar, gesticula charmosamente para o barman que imediatamente se aproxima.
Quando ele chega, ela, muito sedutora, faz sinal para que ele aproxime o seu rosto ao dela.
Ela começa a gentilmente acariciar seu cabelo e barba, passando os dedos carinhosamente.
Ela pergunta:
– Você é o proprietário? – passando vagarosamente as duas mãos em seu rosto.
– Não… – responde ele.
– Você podia chamá-lo? Preciso falar com ele! – diz ela afagando os cabelos do barman.
– Acho que não poderei ajudá-la. Ele não está cá hoje. – diz o barman, já profundamente excitado com a situação – Posso fazer algo por si?
– Claro que pode. Preciso que você lhe dê um recado. – diz ela, massajando a sua barba, e enfiando dois dedos na boca do barman, deixando-o chupá-los levemente. – Diga-lhe, que não há papel higiénico na casa de banho das senhoras!