Um cliente suado, com as roupas sujas de sangue, entra
no escritório do advogado, esbaforido:
– “Doutor, doutor. Só o senhor pode me salvar agora.
Acabei de matar minha mulher”.
O advogado, tranqüilo, responde:
– “Espera um pouco. Não é assim. ESTÃO DIZENDO que
você matou sua mulher…”