Um belo dia, em uma daquelas igrejas que pedem dinheiro, o pastor olha para a platéia e diz:
– Passaremos uma sacolinha para o recolhimento do dinheiro. Se tiveres como colaborar, dai, irmão. Dai toda a quantia que puderes e Deus te dará em dobro! Entretanto, caso não tenhas dinheiro, e julgando-te merecedor, retire tudo o que quiseres!
Numa situação daquelas os fiéis, mesmo os mais pobres, acabam dando o que têm no bolso e mesmo os que não têm ficam constrangidos de tirar, por achar que são pecadores e não merecem.
Nem bem a sacolinha caiu nas mãos dos fiéis, o primeiro gritou:
– Eu tenho! – e colocou todo o seu dinheiro lá dentro.
Na vez do segundo ele fala:
– Eu também tenho! – e despejou todo seu dinheiro lá também.
E isto ia acontecendo por toda a igreja, até que a sacolinha caiu na mão de um homem que estava lá só pra conhecer. Como ele era um sujeito honesto e estava muito necessitado, gritou:
– Eu não tenho nada!
O pastor retrucou de imediato:
– Então pegai, irmão, tudo para você!
O rapaz pegou o dinheiro naquela vontade, guardou no bolso, emocionado, e disse:
– Pôxa, pastor. Sempre achei que essas igrejas só quisessem nosso dinheiro, mas quando eu não tinha nenhum, vocês encheram meus bolsos!
– Sim, irmão! – respondeu de pronto o pastor – Mas agora que tens, coloque tudo aí na sacolinha…