Um brasileiro, um japonês e um italiano eram prisioneiros de uma triboindígena, quando, num arroubo de generosidade, o cacique resolveu libertá-los desde que cumprissem um inusitado quesito: o tamanho do pau dos três, somados, deveria ter no mínimo cinqüenta centímetros.
Apreensivo, o italiano, arrancou a sua jeba enorme para fora: 27 cm. Em seguida, o brasileiro mostrou o seu instrumento de prazer: 21 cm. Ufa! 48 cm no total e ainda faltava o japonês.
Quando chegou a vez deste último, ele tirou o seu toquinho para fora e… exatos 2 cm. Então eles foram libertados e cada um foi para a sua casa.
Muitos anos depois se encontram num bar e comentam o fato ocorrido naquele dia.
– Se não fossem os meus 21 centímetros, a gente estava preso até hoje – comenta o brasileiro vangloriando-se do tamanho de sua ferramenta.
– Má quê? – revida o Italiano. – Io tive 27 cm! Si num fosse mios 27 cm a gente ainda estava lá.
Então o japonês virou-se e disse:
– Ah! Se o meu pau não estivesse duro naquele dia…