O Juiz fala para o réu:
– Você é acusado de bater em sua sogra com um martelo!
Um cara, lá no fundo da corte grita:
– Mas que filho da puta!
O Juiz ordena silêncio imediato. E continua a falar com o réu:
– Você também é acusado de tentar bater em sua mulher com um martelo.
A voz, lá no fundo outra vez:
– Grande filho da puta!!
O Juiz avisa:
– Se o Senhor se manifestar outra vez eu mando prende-lo!
E continua com o réu:
– Finalmente o Sr, é acusado de martelar sua cunhada!
E a voz:
– Filho da puta!!!
O Juiz manda um policial ir buscar o cara e traze-lo à sua presença. Diz para ele:
– O Sr, não tem respeito pelo Tribunal! Estou no meio de uma acusação e o Senhor fica gritando lá no fundo! Vou mandar prende-lo por isto.
O cara olha para o Juiz e explica:
– Não é desrespeito não Sr. Juiz. Eu sou vizinho do réu há mais de quinze anos e toda vez que eu pedia o martelo emprestado, ele dizia que não tinha!