A patroa reclama com a empregada:
– Maria! Você anda muito relaxada ultimamente – e passando o dedo sobrea estante: – essa poeira está aqui no mínimo há dois meses.
– Não é culpa minha, patroa! – defende-se a empregada. – Ainda não temnem um mês que estou trabalhando para a senhora!