Dois amigos conversavam, quando passa uma mulher e cumprimenta um deles, que fala:
— Eu devo muito a essa mulher…
— Por quê? Ela é a sua protetora?
— Não, ela é a costureira da minha esposa.