O portuga arruma um emprego na fazenda e recebe sua primeira tarefa.
Muito aplicado, ele passa o dia se dedicando à tarefa, pra não fazer feio, até que o seu patrão telefona cobrando:
— E então, Joaquim, já selou o cavalo?
— Com certeza, doutoire… Inclusive fui informado que, para cada 20 gramas, é preciso selar uma vez… Já coloquei os 25 mil selos no cavalo… Agora só quero ver o bicho caber no envelope!