O sujeito toda a noite mijava na cama, até que um dia sua mulher acabouconvencendo-o de que ele deveria procurar um psicólogo.
Assim que sentou-se no divã, ele desabafou:
– Sabe o que acontece, doutor? Toda noite eu sonho que estou num bosquemuito bonito, passeando e de repente surge um anjo que pega na minha mão, me leva atrás de uma moita e me manda mijar.
– Tudo bem, pois daqui em diante, toda a vez que o senhor tiver este sonho, e o anjo lhe pedir para mijar, você diz ‘não’, ok?
– Combinado!
E naquela mesma noite ele sonhou que estava no bosque passeando e de repente surgiu um anjo que o pegou pela mão, levou-o atrás de uma moita e disse:
– Mija!
E ele:
– Não!
– Mija! – repetiu o anjo.
– Nãão!
– MIIIJAAAAA!
– Nãããããõoooo!
– Então, caga!
– Ahhhhhh!