Naquela casa tinha uma empregada muito boazuda chamada Creuza, um garoto muito curioso chamado Joãozinho e um pai muito tarado chamado Bráulio.
Certo dia, Joãozinho perguntou, na frente da empregada:
— Pai! O que a Creuza tem no meio das pernas?
Os dois ficaram um pouco encabulados, mas o pai respondeu:
— Uma garagem, filho!
— Ah, é? E você, pai? O que tem no meio das pernas?
— Um caminhão, filho! — respondeu o pai, olhando com ar de safadeza pra Creuza.
Quando Joãozinho foi dormir, ele aproveitou o papo e pediu pra Creuza pra deixar ele estacionar o caminhão na garagem. Ela gostou da idéia e eles foram pro quarto.
Quando o pai dele estava manobrando o caminhão várias vezes na garagem da Creuza, o Joãozinho entra no quarto e fala:
— Pô, pai! Tira o caminhão da garagem e deixa eu estacionar o meu fusquinha!