Dois bêbados cambaleavam ao longo da linha do trem, aparentemente na mesma órbita:
– Pô, essa escadaria não acaba nunca!
– Isso não é nada. O que cansa é esse corrimão baixinho…