Uma mulher está na cama com seu amante.
Em plena ação, um barulho na fechadura da porta os assusta.
Como todos sabem, os apartamentos modernos não tem espaço embaixo da cama, o beiral é ridículo e a varanda inexistente.
Para piorar, ela mora no 12º andar. Ela volta-se para o amante e sem se abalar diz:
– Fique aí, de pé, imóvel e não fale nada!
O marido chega:
– Surpresa de me ver, querida? Meu vôo foi antecipado e eu acabei a reunião mais cedo.
Quando ele vê o tipo pelado, em pé no quarto, pergunta:
– O que é isso?
A mulher:
– Eu acabei de recebê-lo, é meu robô-escravo sexual “powered by Microsoft”. Ainda tem essa carinha de Bill Gates, você não acha? Como você está sempre viajando, em reuniões… eu não sei o que você faz quando está sozinho no seu quarto de hotel…
Ele é como um vibrador, em tamanho grande. Você não preferiria que eu fizesse com o bombeiro ou o vizinho, não é?!
O marido:
– Deixa isso de lado, estou com uma vontade louca de ter você…
Ela, que já se esbaldou com o amante, retruca:
– Não querido, estou morrendo de dor de cabeça…
Ele:
– Droga, é sempre assim…! Bom, estou com fome também. Você faria uma omelete para mim? Por favor…
– Claro, querido!!! Diz ela e sai.
Olhando o robô, ele pensa:
“O que é bom para ela é bom para mim…”
Já com as calças abaixadas, ele decide “enquadrar” o amante azarado!
Neste momento uma voz metálica diz:
– Er-ro de sis-tema , en-tra-da re-ser-va-da USB.
– Robô filho da mãe! – diz o marido louco de raiva e já o colocando sobre os ombros para jogá-lo pela janela…
O amante apavorado, envia nova mensagem:
– Win-dows XP re-i-ni-cia-li-za-do
Quei-ra ten-tar no-va-men-te…!