Desconfiado que sua mulher está pulando a cerca, o marido resolve contratar um detetive.
— Você suspeita de algum local onde ela possa lhe trair? — pergunta o detetive.
— Conhece o Motel Botelho Pinto? — diz o marido.
— Conheço!
— Esse motel fica perto do serviço dela! Pode ser que a gente ache ela por lá… Ah, se eu pego aquela vagabunda, doutor…
— Calma, senhor! Eu vou averiguar tudo!
— Eu vou junto, detetive! Eu fico na esquina e o senhor fica de olho!
Já no local, o marido desconfiado fica na esquina por mais de uma hora, só na expectativa.
De repente vê o detetive dando a maior surra numa mulher.
— Péraí, doutor! — gritou o marido — Essa aí não é a minha mulher não!
— Mas é a minha! — berrou o detetive.