Certa vez, o diabo fez um desafio a Jesus:
– Aposto como digito muito mais rápido do que você.
O desafio foi aceito.
No dia marcado, Jesus de um lado com um XT 4.77 Mhz com DOS 2.1 e Word 1.0 e o diabo com um Pentium II/500 Mhz, rodando Windows 98, 9.6 Gb de HD, 256Mb de memória RAM.
Todos a postos. O diabo estala os dedos enquanto Jesus olha calmamente para o seu oponente.
Inicia-se a competição. Aquele que digitasse mais textos em 30 minutos seria o vencedor.
O diabo digita de maneira feroz, a uma base de 900 toques/minuto. Do outro lado da sala, Jesus digita usando apenas os dois dedos indicadores, no melhor estilo “Catador de milho de Jerusalém”.
A platéia fica, obviamente, nervosa com a performance do Messias, e rói as unhas.
Quinze minutos se passam. O diabo já digitou cerca de 10Mb de texto, sem erros, enquanto, Jesus ainda está na casa dos 5Kb.
Os Olhares se tornam mais nervosos.
25 minutos passados. O diabo já anda pela casa dos 20Mb de texto. Jesus anda pelos 8Kb…
29 minutos passados. PLUM! Cai a energia elétrica… Desespero geral, pânico, gritaria.
Volta a energia.
Os juizes decidem terminar a competição pelo tamanho final do arquivo.
Tamanho final do arquivo de JESUS: 10Kb.
Tamanho final do arquivo do belzebu: 0Kb.
– Mas não pode ser! – grita o diabo – Isso é roubo!!!. Só eu poderia fazer isso!
Grita, reclama mas não adianta. Perde a competição.
Jesus volta tranqüilo para o paraíso, com aquele risinho de canto de boca tão típico.
Moral da estória:
“Só Jesus Cristo Salva”