Joaquim está sentado à beira do rio, pescando, quando de repente avista o amigo Manuel.
– Ó Manuel! – grita ele.
– Ó Joaquim! – responde o amigo.
– Como faço para atravessar para o outro lado do rio?
– Não sejas burro, Joaquim! Tu já estás no outro lado!