A certa altura da aula, a professora de português, ouve um zum-zum-zum no fundo da classe e dispara:
– Joãozinho, me diz dois pronomes!
– Quem? Eu? – diz ele, levantando-se.
– Muito bem! Pode sentar!