De férias no Amazonas, Maria se encantou com um filhotinho de gambá.
– Joaquim! Olha que gracinha que eu comprei de um indiozinho! Vou levá-lo para casa!
– Você está maluca, Maria! Não podemos embarcar com um animal no avião!
– Oras, Joaquim! Você acha que eu não pensei nisso? Vou levá-lo debaixo de minha saia! Dentro da calcinha!
– Mas, Maria, e o cheiro?!
– Ah! O gambá que se dane!