E aquele casalzinho apaixonado em lua de mel:
– Posso agora, benzinho? – dizia o noivo.
– Não… não… ainda não…
Alguns minutos depois:
– E agora, amor?
– Não… não… ainda não…
Alguns minutos depois:
– Por favor, amoreco, eu já não estou agüentando mais…
E ela, de má vontade:
– Tá bom! Então tira!