Dois compadres caipiras estavam proseando. Certa altura, um perguntou pro outro:
– Cumpádi, u quê qui ocê acha desse negóço de nudez?
No que o outro respondeu:
– Achu bão, sô!
O outro ficou assim, pensativo, meditativo…e perguntou de novo:
– Ocê acha bão pur caus du quê, cumpádi?
E o outro:
– Uai! É mió nudez qui nu nosso, né naum?