Depois de ser a maior atração do zoológico durante vinte anos, o elefante morre. Ajoelhado ao lado do enorme cadáver do paquiderme, um homem chora desconsoladamente.
O público observa, guardando um respeitoso silêncio.
– Coitado! – uma mulher diz baixinho para seu marido – Ele deve ter sido quem cuidava do elefante, deve ter se envolvido emocionalmente com ele…
– Que nada! – o marido responde – Esse é o cara que tem que cavar a cova para enterrar o elefante!