E o delegado, para o genro da vítima:
– Eu não consigo entender como é que o senhor, ao ver um homem agredindo a sua sogra, pôde permanecer de braços cruzados!
– Pois é, doutor! Eu até que estava com vontade de fazer alguma coisa, mas…
– Mas, o quê?
– Achei que dois caras batendo numa velhinha seria muita covardia!