Numa calma e pacata estação de metrô, um bêbado e uma freirinha vinham em
direções opostas. Ele todo vomitado e ela calmíssima, em seu hábito
limpíssimo, preto e branco.
O bêbado agarrou a cabeça dela, deu-lhe uma testada, jogou-a contra a
parede, socou-lhe o estômago, agarrou-lhe a cabeça e a bateu contra a parede, passou uma rasteira jogando-a no chão e por fim pisoteou-a.
Após tanta barbaridade, o bêbado esfregou as mãos e disse com ar de
superioridade:
– Esperava mais de você, Batman!