Dois sujeitos conversando num bar:
– A minha sogra é uma tremenda de uma jararaca! Quando ela morrer eu vou enterrá-la de bruços!
– De bruços!? – espanta-se o outro. – Pra quê?
– Não quero correr o risco de ela acordar e tentar sair cavando!