Determinado dia, o Padre estava no confessionário quando lhe deu aquela dor de barriga. Desesperado, ele chama uma freira que estava passando próximo dali e diz:
– Freira, já que você tem uma certa idéia das penitências que eu passo para os pecadores, fique aqui em meu lugar até eu voltar, que eu preciso ir ao banheiro urgentemente!
A freira, diante de sua competência, sentou-se no lugar do Padre, quando, inesperadamente, chega uma bichinha pra se confessar e diz:
– Padre, eu pequei.
A freira, fazendo uma voz grave para se passar pelo Padre, pergunta:
– O que foi que você fez, meu filho?
A bichinha responde:
– Ah, Padre. Eu dei o rabo! Qual é a minha penitência?
A freira, como nunca havia visto um caso como esse, não sabia qual a penitência cabível. Sem saber o que fazer, ela chamou um coroinha da igreja que estava próximo dali e perguntou:
– Meu filho, veha cá. Já que você passa mais tempo com o Padre deve saber me responder! O que é que ele dá pra quem dá o rabo?
O coroinha, então, responde:
– Ah, freirinha, pra mim ele dá um pastel e uma coca!