O garoto entra no confessionário e fala para o padre:
— Cometi um pecado muito grande, seu padre…
— Diga, meu filho…
— Comi minha prima! O senhor sabe como é né, padre… A vida vai, a vida vem…
Se eu não comer a minha prima não como ninguém!
— Reze 50 pai-nossos e 40 ave-marias…
No dia seguinte, lá vem o garoto de novo:
— Cometi outro pecado, seu padre! Comi minha irmã!
— Sua irmã? — perguntou o padre, assustado.
O senhor sabe né, padre… A vida vai, a vida vem… Se eu não comer a minha irmã não como ninguém!
E tome mais penitência!
No outro dia:
— Agora foi a minha mãe, seu padre…
Muito impressionado com a ousadia do garoto o padre ainda teve que escutar a mesma ladainha:
— A vida vai, a vida vem… Se eu não comer a minha mãe não como ninguém!
E no dia seguinte não é que o garoto apareceu de novo?
Assim que o padre o viu, correu pro alto da torre da igreja. Mas não conseguiu despistar
o garoto que o viu e gritou lá de baixo:
— Seu padre! O que o senhor está fazendo aí em cima?
— Você sabe né, meu filho… A vida vai, a vida vem… Se eu não me esconder aqui você me come também!