Um Turco que sempre se gabou de nunca ter pago uma dívida na vida pegou um dinheiro emprestado de um Judeu conhecido por nunca ter perdido um centavo sequer em transação alguma.
A dívida venceu e o Turco ia se escondendo do Judeu, que vivia na sua captura. Até que um dia eles se cruzaram no bar de um Português e começaram uma discussão.
O Turco encurralado não encontrou outra saída, pegou um revólver
encostou na sua cabeça e disse:
– Abdula pode ir para o inferno mas não paga esta dívida.
E puxou o gatilho, caindo morto no chão .
O Judeu não quis deixar por menos, pegou o revólver do chão,
encostou na sua cabeça e disse:
– Jacó vai receber esta dívida, nem que seja no inferno
e puxou o gatilho, caindo morto no chão.
O Português que observava tudo assustado, pegou o revólver do chão, encostou na sua cabeça e disse:
– Pois Manuel não perde esta briga por nada.