O sujeito está no bar, totalmente bêbado. Ele vê a única mulher do bar, sentada no balcão.
Ele vai até lá, põe a mão sobre a perna dela e começa a boliná-la. Depois do susto ela levanta e taca a maior bofetada no bêbado.
Ele imediatamente se desculpa e explica:
– Desculpe, eu pensei que fosse minha mulher. Você se parece demais com ela!
– Seu bêbado, vagabundo, desgramado, filho de um jegue… – responde ela.
– Olha só! Você fala igualzinho também!