Diz que o Salva-vidas estava na praia de Itapuã, quando vê alguém gritando por socorro. Rapidamente atira-se ao mar para salvar o sujeito. Quando consegue traze-lo de volta para a praia e já em plena segurança ele surpreende-se com o rosto conhecido.
– O senhor não é o LULA !?
– Sou eu mesmo! Você salvou a minha vida! Pode pedir o quiser, que eu lhe darei!
O Salva-vidas olha para os lados, pensa um pouquinho e fala baixinho:
– O senhor seria capaz de me fazer um grande favor, então?
– Claro, o que você pedir!
– Não conta pra ninguém que fui eu que o salvei, tá?