O padre encontra-se com um velho amigo que era rabino, e a certa altura da conversa, resolve provocá-lo:
– Vocês ainda têm aquela mania besta de não comer carne de porco?
– Sim, esta ainda é uma das nossas crenças!
– Mas o senhor nunca comeu carne de porco?
E o rabino:
– Bem… uma vez eu sucumbi a tentação e provei um pouco…
– Não é uma delícia?
– Sim… sim… é muito boa! – fez uma pausa e depois continuou: – Mas e vocês, católicos? Ainda continuam com aquela mania besta de não poderem ter relações sexuais?
– Sim… sim… o celibato faz parte de nossa fé!
– Mas o senhor nunca caiu na tentação da carne?
– Bem, para ser sincero… um vez eu fraquejei e fiz amor com uma mulher…
– É muito melhor que carne de pouco, não é?