No estacionamento, a loira nota um afundado na porta. Chateada, ela perguntou para um fulano o que ela deveria fazer. O sujeito, querendo tirar sarro da loira, responde: – Sopre com força pelo cano de escapamento. A loira não percebe que é trote. Abaixa-se, enfia a boca no cano do escapamento e começa a soprar. Uma outra loira que está passando por ali pergunta o que a primeira está fazendo. Ao ouvir a explicação, ela cai na gargalhada. A primeira loira,ofendida, pergunta o motivo de tanto riso: – Não vai funcionar, nunca! Os vidros estão abertos!