Lula queria um selo de correio com sua foto para marcar o primeiro aniversário de governo. Duda Mendonça achou boa a idéia e executou o projeto. Lula aprovou e mandou a ECT fazer 10 milhões de selos. Quando o selo foi para as ruas, Lula ficou radiante! Mas, em poucos dias, ele ficou furioso ao ouvir reclamações generalizadas de que o selo não aderia aos envelopes. Convocaram, imediatamente, os responsáveis pela confecção e emissão do selo
com a sua imagem, ordenando que investigassem, rigorosamente, o assunto. Comissões, grupos, subgrupos e equipes pesquisaram nas gráficas e agências dos Correios de todo o país, ouviram usuários, balconistas etc. e,
finalmente, desvendaram o que estava ocorrendo.
Conclusão do relatório:
“Não há nada de errado com a qualidade dos selos. O problema é que o povo está cuspindo do lado errado.”