Collor morre, e como todos já imaginavam, bate na porta do inferno:
Toc-toc-toc… O Diabo em pessoa abre a porta:
– Estávamos a sua espera! Como você enganou todo mundo lá no Brasil, você está condenado a passar a eternidade neste quarto cheio de merda atolado até o pescoço!
Estava o Collor no quarto com merda até o pescoço, quando olhando para o fundo do quarto, perto da parede, vê o Maluf atolado só até os joelhos.
Intrigado, Collor pergunta:
– Maluf, como pode você, que roubou muito mais do que eu em toda a sua vida, estar com merda só até os joelhos, enquanto eu estou aqui atolado até o pescoço?
E o Maluf:
– É que eu estou em cima dos ombros do Quércia…