O paulista estava respondendo a um interrogatório por ter matado o seu vizinho, um carioca.
– Sabe o que é seu delegado – explicava ele. – Ele queria me comer. Todo dia que eu saía de casa, passava perto dele e ele ficava me cantando. Aí um dia eu perdi a paciência e dei três tiros nele.
– Mas só por causa disso? Por que você não tentou conversar com ele?
– Bem, seu delegado, eu tentei, mas o problema é que ele estava quase me convencendo.