O cara tinha dois papagaios veados, um ativo e um passivo, mas os bichos eram muito parecidos e ele nunca sabia quem era quem.
Certo dia, quando eles estavam trepando, o cara teve a idéia cretina de tirar as penas da cabeça do que estava por baixo.
No dia seguinte, o sujeito deu uma festa. E lá estavam os dois papagaios brincando na gaiola, até que o passivo olhou pra baixo e viu um homem careca tomando uísque.
— Ei, você! — chamou o papagaio — Ô careca! Aqui em cima!
— Que foi, papagaio? — disse o careca, bem-humorado — Tá falando comigo?
— Tô sim… Puxa vida, que azar, hein!
— Azar por quê?
— Acha que eu não sei que te pegaram dando o rabo?