A Maria estava muito, mas muito triste, mesmo. Vivia chorosa, andando pela casa, até que um dia o Manoel perguntou:
— Ó Maria! O que acontece com você?
— Eu estou muito desolada com a sua falta de interesse no nosso casamento, Manoel.
— Por que, Maria?
— Sabes de uma coisa? Você não me procura, Manoel!
— Ai, é isso? Eu sei que não te procuro, Maria. Mas também, tu não te escondes!